GIL HEITOR CORTESÃOIf I had a magic carpet

Exposição
7 Jul – 5 Ago 2017

Inauguração
Sexta-feira, 7 Julho 22:00

Entrada gratuita

Curadoria de Óscar Faria

Composta por oito pinturas, quase todas inéditas, a exposição “If I had a magic carpet”, desenvolve-se em torno de uma ideia de vazio, que pode não só ser o “néant” de Sartre ou a “angst” (angústia, desespero), de Kierkegaard, mas também uma reflexão acerca do estado da própria arte, sobretudo no respeitante às suas aporias, paradoxos e contradições. O nada da arte seria assim esse lugar onde nos encontramos – foi Marcel Duchamp que afirmou: “O grande artista de amanhã irá passar à clandestinidade”. E é aí, onde tudo acontece, nesse vazio, que se espera por uma alteração dos dados do problema: se nada se fizer, o foco que ilumina a cena acabará por se fundir. E depois: escuridão.
<br>
<br>
Gil Heitor Cortesão (Lisboa 1967) vive a trabalha em Lisboa. Formou-se em Artes Plásticas – Pintura pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa em 1990. Entre as suas exposições individuais mais recentes contam-se, entre outras, “Late Night Shopping” (Galeria Pedro Cera, Lisboa, 2017), “Second Nature” (Suzanne Tarasieve, Paris, 2015) e “Out of Season” (Carvon 12, Dubai, 2015). O seu trabalho foi também mostrado recentemente em exposições colectivas em instituições como a Fundação PLMJ, Sociedade Nacional de Belas Artes (Lisboa, 2017), a Oliva Creative Factory (São João da Madeira, 2016), o Museu de Arte Contemporânea de Elvas (Elvas, 2016), a Galeria Laurence Bernard (Genève, 2015), o Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, 2015), a Colecção de Arte Contemporânea Arquipélago (São Miguel, Açores, 2015), a AA Contemporary Art Collection (Coimbra, 2015) ou o Centro Cibeles (Madrid, 2015), para nomear apenas algumas. A sua obra está representada nas seguintes colecções institucionais: Fundação ARCO (Madrid), CAM/JAP – Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa), EDP – Electricidade de Portugal (Lisboa), Colecção Fundação de Serralves (Porto), Colecção António Cachola (Campo Maior), Colecção Associação Industrial Portuguesa (Lisboa), Colecção Fundação Ilídio Pinho (Porto), Colecção PLMJ (Lisboa), Museu da Cidade (Lisboa), Musée d’Art Moderne Grand-Duc Jean – Mudam (Luxemburgo), Colección Navacerrada (Espanha), Fundación Barrié (A Coruña).

Exposição
7 Jul – 5 Ago 2017

Inauguração
Sexta-feira, 7 Julho 22:00

Entrada gratuita