Pôr as pernas do lado da cabeça e partir, Carlos Alberto Machado

No Sábado, 9 de Maio pelas 21h30, foi apresentado o livro “Pôr as pernas do lado da cabeça e partir” de Carlos Alberto Machado (n. 1954), Edições 50kg, no espaço Sismógrafo no Porto. E contou com a presença do autor. O título deste livro, que é um único poema com vinte e duas páginas, pode ser encontrado no verso final de um poema publicado em A Realidade Inclinada (ed. Averno 2003), “/ agora é só pôr as pernas do lado da cabeça e partir” (pág. 39).

Numa recensão crítica que Pedro Mexia escreveu sobre o universo poético de Carlos Alberto Machado ficou dito que: “Se existem algumas aproximações a universos mais ou menos abjeccionistas, e se, na intertextualidade, se alude a autores que representam várias noções de «marginalidade» (Herberto, Luiz Pacheco, Sebastião Alba), isso vem precisamente em abono daquilo que o poeta chama uma poesia «impura», essa associação do alto e do baixo que é, afinal, o retrato menos mentiroso que se pode tirar à «realidade». O particular registo de «humor» de Carlos Alberto Machado nunca é inócuo, mas sempre de uma acidez poeticamente muito eficaz”. DN.12/03/2004

Também por essa ocasião, Carlos Alberto Machado que é, juntamente com Sara Santos, editor da Companhia das Ilhas (Pico, Açores) falou deste projecto editorial, que tem vindo a focar-se em temáticas menos conhecidas do grande público – como é o caso do Teatro, do Ensaio, do Conto e da Poesia. Haverá livros da Companhia dos Livros à venda.

Carlos Alberto Machado, nasceu em Lisboa em 1954, e actualmente vive na ilha do Pico. É professor, dinamizador cultural, editor, ensaísta, poeta, dramaturgo e encenador. Foi professor de teoria e investigação nas licenciaturas de Teatro da Universidade de Évora e da Escola Superior de Teatro e Cinema. Tem vários livros publicados e colaborou em várias revistas. Destaca-se em teatro o livro “Teatro da Cornucópia: As Regras do Jogo” (Frenesi, 1999) e “Teatro Independente em Portugal. 1974-1994” (Acarte, 1994) e “5 Cervejas para Virgílio” (&etc, 2009); e na poesia tem livros editados em editoras como a Assírio & Alvim, a &etc, e a Averno.

On Saturday, May 9th at 21h30, it was presented the book “Pôr as pernas do lado da cabeça e partir” by Carlos Alberto Machado (1954), Edições 50kg, at Sismógrafo in Porto. And with the presence of the author. The title of this book, which is a single poem of twenty-two pages, can be found on the back end of a poem published in “A Realidade Inclinada” (ed. Averno 2003), "/now just put your legs on the side of the head and leave” (p.39).

In a critical review written by Pedro Mexia about the poetic universe of Carlos Alberto Machado it was said: "If there are some rough approaches to universes of abjeccionism, and if, in intertextuality, it alludes to the authors who represent various concepts of «marginality» (Herberto, Luiz Pacheco, Sebastião Alba), it is precisely in support of what the poet calls of «impure» poetry, this association of high and low which is, after all, the least deceiving portrait to be drawn of «reality». The particular kind of “humour” of Carlos Alberto Machado is never harmless, but is always made of a very effective poetic acidity". DN.12/03/2004

Also on this occasion, Carlos Alberto Machado who is, along with Sara Santos, the editor of Companhia das Ilhas (Pico, Azores) spoke about this editorial project, which has been focusing on lesser-known themes of the general public - such as Theater, Rehearsal, Tale and Poetry. There will be books from Companhia dos Livros for sale.

Carlos Alberto Machado, was born in Lisbon in 1954, and now lives on the island of Pico. He is a professor, cultural facilitator, editor, essayist, poet, playwright and director. He was professor of theory and research in Theatre course at the University of Évora and in Theatre and Film School. He has published several books and collaborated in several magazines. It stands out in theatre the book “Teatro da Cornucópia: As Regras do Jogo” (Frenesi, 1999) and “Teatro Independente em Portugal. 1974-1994” (Acarte ,1994) and “5 Cervejas para Virgílio” (&etc, 2009); and in poetry has books published in editors such as the Assírio & Alvim, &etc, and Averno.

previousnext